Engenharia Elétrica

Engenharia elétrica é o ramo da engenharia que geralmente trabalha com os estudos e aplicações da eletricidade, eletromagnetismo e eletrônica. Este setor surgiu em meados do século XIX quando da comercialização, da distribuição e utilização da energia elétrica. O engenheiro eletricista é o profissional dedicado ao desenvolvimento e à aplicação de um conjunto de conhecimentos científicos necessários à pesquisa, ao projeto e à implementação de sistemas diversos utilizados para efetuar o processamento da energia elétrica e da informação na forma de sinais elétricos digitais e analógicos. Nesta prática, são considerados os aspectos de qualidade, confiabilidade, custo e segurança, bem como os de natureza ecológica, e ética profissional.

Contato

Coordenação: Eng.º Mário Jorge Salomão Silva
Telefone: 73 3222 - 2330
E-mail: mariojorgeengenharia@globo.com

Informações

Portaria de Autorização: Portaria nº 768 de 01/12/2016, publicada no DOU de 02/12/2016.

Modalidade: Graduação - Bacharelado

Carga Horária: 3.820 horas

Integralização: 10 semestres - 05 anos

Turno: Matutino e Noturno

Vagas: 100 anuais

Objetivo

Formar pessoas com o título de engenheiros eletricistas engajados e capacitados a analisar e desenvolver soluções das mais diferentes solicitações profissionais, com uma visão crítica, criativa e inovadora, a partir de uma formação solida adquirido durante o curso de graduação, associada à sua formação intelectual e profissional específica, preparados para participar e colaborar para o desenvolvimento da sociedade, no toldo, nos âmbitos tecnológico, intelectual, social e ambiental, visando à melhoria da qualidade de vida.

Campo de Atuação

No Brasil, a área de engenharia elétrica está em constante evolução devido ao potencial energético do país. O Plano Decenal de Expansão de Energia 2024, do Ministério de Minas e Energia, prevê investimentos de R$ 1,4 trilhão nos próximos anos em energia elétrica, petróleo, gás natural e biocombustíveis. Com isso, está prevista uma ampliação de 55% na capacidade instalada de geração de energia elétrica no país. O alto investimento deve elevar a procura por profissionais da área. Existe, também, o crescimento constante das áreas de energias renováveis, telecomunicações e Tecnologia da Informação (TI), aquecidos em função da chegada da TV digital ao país e ao uso das redes elétricas para a transmissão de dados.
Profissionais com habilitação em Engenharia Elétrica têm trabalhado em empresas de pequeno, médio e grande porte, empresas estatais, órgãos governamentais e instituições de ensino e pesquisa, além de atuarem como profissionais liberais e proprietários de empresas de prestação de serviços de projeto, manutenção, fiscalização e supervisão.